Eleições autárquicas são insuficientes para travar queda no consumo de cimento, diz Cimpor

by offarinha

O título foi tirado daqui mas, logo no primeiro parágrafo do artigo, surge um «apesar» que ilumina toda uma mundividência. Eis o que, na história pátria, tem sido entendido por crescimento económico! Tem sido, ou ainda é, malgré os esforços do Ministro Álvaro Santos Pereira? Que um tipo como o jornalistapoetastro Nicolau se arrepie keynesianamente com estas coisas, a gente percebe. Mas o que pensará sobre o assunto o Prodigioso Ministro Ex-Das-Cervejas no seu afã político-crescimentista?
Então tantos indignados com a eventual compra de uns votos de velhinhas pelo candidato Menezes (baratuchos, ao que parece e, sobretudo, pagos pelo bolso próprio) não se indignam – nem se indignaram nunca -com a evidente espoliação de fundos públicos perpetrada ao longo dos anos para inutilidades que todos conhecemos? Serão os mesmos indignados que, em versão canalha, como denuncia Henrique Monteiro, usam os mortos dos incêndios para os seus fins condolentemente miseráveis? As virgens experimentadas são, de facto e venham de que luras vierem, espantosas.

Anúncios