Avenida Álvaro Cunhal

by offarinha

Para além do que a Helena Matos deixa aqui dito, convém, a propósito das hagiografias produzidas acerca da personagem, ter sempre presente o seguinte:

1) Álvaro Cunhal nunca foi um democrata, quer quando manipulou o partido com cínica frieza na sua tomada de poder, quer no sectarismo que cultivou nas relações com os restantes grupos oposicionistas ao Estado Novo, quer na lograda tentativa de impor uma ditadura no pós 25 de Abril, quer, finalmente, no modelo político que sempre defendeu.

2) Lutar contra a ditadura não implica necessariamente ser um defensor da liberdade, coisa que Álvaro Cunhal nunca foi. Muito pelo contrário.

Anúncios