Double standards

by offarinha

Esta incómoda (para não dizer mais) notícia passou relativamente – mas também compreensivelmente – despercebida, mesmo na imprensa internacional. Imagine-se que o relatado se passava no Estado vizinho – o que é obvia e felizmente impensável. A gritaria que não teria provocado… Ele seria estudiosos de género a sociologizarem, feministas a discorrerem acerca da politização da vagina, rapaziada com lenços de cozinha à volta do pescoço a insinuar campos de concentração e a alucinada Ana Gomes a esbracejar, descomposta, lembrando a escola salazarista. Em tudo isto se distingue a civilização da barbárie.

Anúncios