As mascotes (2)

by offarinha

O clube de futebol de Barcelos é o Gil Vicente. Tanto quanto sei, o adoptar um nome de escritor para tal efeito é caso único. As calinas inteligências que pontificam no Plano Nacional de Leitura devem andar distraídas para não aproveitar o facto na sua cruzada de implementação (o tipo de termos que esta gente cultiva!) de uma leitura massificada. Bastava aplicarem o já mencionado sistema das mascotes. Teríamos os serões de domingo e de segunda-feira ocupados com intermináveis monólogos e debates literários!

Eles eram os derbies Agustina-Sophia e Pessoa-Vergílio Ferreira; ou os clássicos Eça-Camilo ou Cesário Verde-Camilo Pessanha; ou o clássico dos clássicos, Camões-Pe. António Vieira. Ou as discussões acerca dos escandalosos favores dos árbitros ao Eugénio de Andrade e ao Garrett, bem como os igualmente escandalosos danos cometidos ao Nemésio, ao Pascoes Prosador e ao Raul Brandão. E os erros de concepção de jogo e de constituição de plantel do treinador do Saramago!? O excelente desempenho das equipas B do Pessoa na Divisão de Honra, sobretudo o Soares e o Caeiro, seria enaltecido. Bem como a quase descida aos regionais do Régio, do Namora e do Junqueiro seria lamentada. A discussão acerca dos problemas financeiros da SAD do Bocage seria tão tempestuosa quanto as contratações de Inverno do Cesariny e o mau comportamento dos adeptos do Jorge de Sena. Se conseguissem a internacionalização do modelo, teríamos uma Liga dos Campeões com o Gogol de São Petersburgo, o Kafka de Praga, o Goethe 04, o Dante Fiorentino, o Cervantes FC e o Shakespeare United.

Como se tem de começar por algum lado, aqui avanço com o meu modesto contributo, com a apresentação de alternativas, para a criação de mascotes. O «Ronfe» ou o «Cortiço» passaria a Inês Pedrosa; o «Bustelo» ou o «Lazer Condestável» a José Luís Peixoto; o «Mourisqueira» ou o «Brotense» a João Tordo; o «Cortez Mondego» ou o «Cabeça Gorda» a Valter Hugo Mãe; e o «Águias Moradal» ou o «Amigos de Urgeses» a Adília Lopes. Para que conste, todos os clubes existem e actuam em escalões inferiores. Exactamente como os autores a eles associados.

Anúncios